Ela o sonhou... Célia Champlon



Ela o sentia com todas as emoções que tinha dentro de si. Ela o desejava por toda a excitação que ele lhe provocava. Ela o queria nessa noite como se nunca houvesse outra.

E ela o sonhou. O seu corpo à sua vontade, à sua obediência. Explorou-o com as suas mãos, a sua boca, a sua lingua, os seus seios, o seu corpo.

Roçou os seus seios no seu pescoço, arfou nos seus ouvidos, desceu beijando os seus olhos, o seu rosto, passou a sua lingua pela sua boca.

Colada ao seu peito beijou-lhe o seu pescoço, os seus mamilos. Com as suas mãos passeou pelos seus braços. Deram-se as mãos.

Desceu provocadoramente a sua lingua até ao seu umbigo, beijou a descida até á sua zona pélvica, insinuou o contacto com o seu pénis e mudou de rumo.

Subiu pelas suas pernas, beijou, acariciou, com as suas mãos e a sua lingua, até chegar às suas virilhas. Torturou-o de prazer e finalmente o libertou.

E ela não o teve nessa noite.

Um comentário: